11 de jun de 2009

TEATRO PARA O DIA DOS PAIS


A Taça de Lágrimas

O desespero de um pai por um filho... A rebeldia e a revolta de um filho contra seu pai, contra a igreja... furtos em casa... O que o pai poderá fazer por este filho?
Personagens: Pai, Mãe, Filho, Amigo 1, Amigo 2, Namorada, Anjo 1, Anjo 2.
Texto:
(O pai esta sentado no sofá de sua casa cochilando quando seu filho rebelde acaba de chegar da noitada com seus 2 amigos e sua namorada...o pai acorda com a bagunça)

Pai: O Guilherme isso é hora de chegar em casa? E ainda com um monte de gente!! Aonde voce estava?? Eim meu filho??

Filho: Ah coroa, não me enche. Logo de manhã... e se voce ainda não viu, eu estou com meus amigos e minha mina!!! Não são estranhos!!! E eu não te devo satisfações da minha droga de vida!!! Ah! Não me enche a paciência que eu vou só assaltar a geladeira...e sair daqui desse inferno voando!!!

Namorada: É meu bem, nós já estamos atrasados...

Filho: Calma mina, relaxa!!!

Pai: Você me deve satisfações sim!! Se você não se lembra, seu pai sou eu!! E você ainda é de menor, então, quem manda em voce sou eu!! E aonde você pensa que vai, a umas horas dessas? Você acabou de chegar!!!

Amigo 1: Pó cara, manda esse mala calar a boca!!! Minha cabeça esta doendo de tanto bláblábláá ...

Amigo 2: É, vamos comer logo!! E vazar, que já estamos atrasadermos!!!

(eles saem de cena deixando o pai sozinho chorando e falando com Deus)

Pai: ( chorando) Senhor... o que foi que eu fiz de errado?? Meu Pai... por que ele não me dá ouvidos?? Eu já tentei de tudo, mas nada funciona...ele não me respeita...vive nas noitadas fazendo... ah, só Deus sabe...meu Deus eu já chorei muito por ele meu pai...faça que essas lagrimas sirvam para algo....eu não agüento mais.

( o filho sua namorada e seus amigos saem de cena cantando, bebendo e dançado.O pai tenta falar com seu filho mais o filho não da bola e continua andando)

(fecha a cortina)

Narração: ( a narração deverá falar que já se passaram alguns dias)
(abre-se a cortina)

(o filho está sentado no sofá comendo algo, e o telefone toca é seu amigo 1)

Filho: Alô...a é você...fala meu brother qual é a parada...sério??? Vai ter uma festa reiver...Claro que eu vou...É é lógico...O que (risadas) Até parece meu pai não tem que deixar nada...É eu faço da minha vida oque eu bem quiser e entender...é claro...ãh, tem um probleminha??...Tá fala logo....Ah, você tá sem grana...não ...você não pode deixar de ir só por isso não...Nossa meu eu tive uma idéia daquelas...é... o presta atenção...cala a boca cara, deixa eu falar...então o meu velho tem grana...cê ta loco, eu vou pedir pra ele, até parece ele não me daria nenhum centavu... minha idéia é melhor... é, eu vou roubar ele. Eu sei onde fica o cofre da casa... é, e lembra que eu te contei que eu tinha combinação.... caso fosse uma emergência eu poderia pegar o dinheiro... e isso é uma emergência... falô...depois você me liga pra nos combinarmos a hora pra irmos pra lá...( desliga o telefone)

(o pai entra em cena)

Pai: Até que em fim te achei em casa!!! Agora eu posso falar com você...

(o filho aumenta o som pra não escutar o pai falando)

Filho: Tá pai pode falar... Mas eu não vou te ouvir(risadas)

(o pai desliga o som)

Pai: Guilherme, você já esta com 17 anos nas costas e não faz nada!!! Só fica nessa porcarias de baladas, festa rave... não vai procurar um emprego... só se mete em roubada... meu filho, porque voce não vai pra igreja?? Vai servir a Jesus... ele é a única salvação( o pai faz um apelo mais o filho não da ouvidos)

Filho: Carramba...você já vai começar a falar de igreja dinovo!!! Que merda!!! Eu já falei, eu não vou pra igreja não... mó lugar de loco... eu... não vou trabalhar nada não...você não disse que eu sou de menor?? Então você deve me sustentar!!! Vem cá desde quando eu pedi pra nascer?? Falando nisso eu não vejo a hora de completar 18 anos pra poder sair dessa maldita casa e ir poder morar sozinho... vai ser a melhor coisa do mundo, não ter que olhar pra essa cara feia, sua, todos os dias... e tchau eu já vou!!!( sai de cena)

Pai: (tentando impedir o filho de sair) Meu filho volte aqui...volte aqui Guilherme... Guilherme... Guilherme...(Começa a chorar e a falar com Deus)...

(entra em cena a mãe com uma vassoura na mão varrendo a casa)

Mãe: Germano...Germano oque que foi?? O que aconteceu?? Voce está chorando??

Pai: A meu bem, é o Guilherme...

Mãe: O que? O Guilherme? O que foi que aconteceu com ele? Eu sabia, fica saindo as altas horas da madrugada...tinha que dar nisso mesmo...

Pai: Não, meu bem...fica calma...não aconteceu nada de grave com nosso filho REBELDE não...

Mãe: Mas, então, porque você tá chorando homi?

Pai: Ah, esse menino não me respeita mais...não para mais em casa...não quer nem saber de ouvir falar de igreja... fica andando com essas más companhias...e eu estou suspeitando que ele anda nos roubando....o cofre cada dia vai sumindo mais dinheiro...não sei mais o que fazer...o que foi que eu fiz de errado?? Eu sempre fui um ótimo pai, dei tudo que ele queria... dei amor, carinho, afeto...mas ele agora que cresceu, eu acho que seu maior sonho é que eu morra, pra ele fique livre de mim para sempre....porque?? porqueeeeeeeeeee....
Será que minha vida não vale nada pra ele?...
Meu Deus, os filhos crescem e ficam tão diferentes. Hoje é dia dos pais, mas eu não quero presente, eu preciso apenas de um abraço...

Mãe: Ah, meu bem...eu nem ligo mais, e acho que você tem que fazer o mesmo...esquece que tem filho...se é que da pra chamar aquele muleque de filho... ele não quer nada com nada...a vida dele é só curtir e gastar...e eu ando percebendo, sim, que o cofre está ficando cada dia mais vazio... dou minha cara a tapa que é ele que anda roubando o dinheiro da nossa família...
Eu estou vendo o dia que ele vai chegar aqui em casa, com um monte de policiais, falando que ele esta preso por ter roubado, por estar carregando drogas, por estar andando com foragidos da cadeia... e muito mais...aquele ali não tem mais concerto não...se eu fosse você, eu parava de ficar chorando, porquem não merece...(sai de cena varrendo)

Pai: É mesmo...eu tenho que esquecer que tenho um filho....ingrato!!! Eu dei tudo de mim, pra dar uma vida confortável pra ele e é assim que ele me paga.. Eu prometo...eu nunca mais vou derramar uma se quer gota de lagrima... nem uma se quer, esse menino não merece. Ele é muito ingrato mesmo...( começa a coxilar)...

(fecha- se a cortina)

Narração: ( a narração deve falar que nunca devemos parar de lutar, nunca devemos parar de chorar...por quem agente ama...)_

( entra em cena dois anjos )

Cenário:

Terá que ter uma espécie de mesa com muitas taças de água, uma com muita água, outras com pouca, outras pela metade, umas sem água, mais terá uma que não cabe mais água esta quase trasbordando)

( o pai acorda, assustado com os anjos e pensa que ainda esta dormindo)

Pai: Meus Deus que criaturas são essas?? Eu devo estar dormindo...só pode...deixar eu voltar a dormir...na hora que eu abrir os olhos eles não estarão mais aqui...( deita no sofá fecha os olhos, rapidamente abre os olho e vê que os anjos ainda continua lá) Meu Deus onde eu estou??Que seres são esses??

Anjo 1: Seu Germano...parece estranho...mais voce esta no céu...

Pai: O que ??No céu? Eu só posso estar louco??Não é possível eu ainda nem morri...(pensa) Ou será que eu morri? Eu morri? Em eu morri?

Anjo 2: Não... voce não morreu...e também não esta louco...

Pai: Então como voce explica eu estar no céu falando com dois anjos?

Anjo 1: Então o senhor foi enviado aqui para o céu com um único propósito...

Pai: Propósito? Que propósito? E afinal o que são e são essa taças cheias d`água?

Anjo 2: Finalmente voce percebeu...Voce esta vendo essas taças...então voce percebeu que dentro de cada taça tem um pouco de água?

Pai: Sim...tambem estou notando que tem algumas com pouquíssima água, outras cheias...mais tem uma...essa aqui ela parece ser mais especial que as outras...por que ela esta quase trasbordando...o que significa ??

Anjo 1: Então essa sala se chama ´´ A SALA DAS TAÇAS DE LAGRIMAS``.

Pai: Lagrimas? Como assim?

Anjo 2: Essa sala se chama assim por que na verdade essas taças não estão cheias de água...na verdade elas estão cheias de lagrimas...

Anjo 1: É cada vez que uma pessoa derrama uma gota de lagrima...essas taças enchem mais um pouquinho...assim em diante a cada uma gota de lagrima caída dos olhos de uma pessoa...Deus a recolhe e as colocam dentro de sua taça...

Pai: Nossa.., mais oque acontece quando a taça trasborda?? Como essa por exemplo se o dono dela derramar mais uma gota de lagrima provavelmente ela vai transbordar...

Anjo 2: Quando a taça se enche, trasborda isso significa que a pessoa já chorou o bastante, já lutou por sua benção o bastante...e quando a taça trasborda...junto com as lagrimas que caem da taça também caem as bênçãos, as vitórias...em outras palvras quando a taça trasborda sua benção é alcançada...

Pai: Então...tem como voce me mostrar a minha taça?

Anjo 1: Claro que sim com todo o prazer( aponta para a taça que esta quase trasbordando) Essa aqui é a sua taça...viu ela esta quase transbordando...
Anjo 2: É mais voce não alcançará a sua benção....não é mesmo?? Por que voce disse que nunca mais iria derramar uma se quer lagrima...não disse então se voce não derramar nenhuma lagrima....a taça nunca irá transbordar...

Pai: ( Começa a fazer oração) Senhor eu sei que o Senhor esta de braços abertos para ajudar a todos nós seus filhos, mais para isso temos que lutar pelos nossos ideais...lutar até o fim... temos que buscar pelas pessoas amadas(enquanto ele ora a cortina começa a se fechar e os anjos sai de cena com as taças e as mesas, mais enquanto tudo isso acontece ele continua orando.............( de repente a cortina a abre e aparece ele orando, quando ele abre os olhos esta na sua casa)( durante a oração ele começa a chorar)

(Seu filho entra em cena mancando e todo machucado)

Filho: Pai...Pai...Me ajuda!!!

Pai: (desesperado) Pai o que... que aconteceu?? Menino? Meu Deus do céu!!!

Filho: Eu fui em uma festa reiver , e lá eu fui assaltado, tentei reagir...ia i aqueles locos me bateram até dizer chega...

Pai: Nossa meu filho...bem que eu te avisei...mais agora não é hora de dar sermões...é hora de cuidar das suas feridas...Mais meu filho onde esta seus amigos??

Filho: Amigos?? Que amigos?? Eu não tenho amigos...aqueles indivíduos e aquele zinha me deixaram lá apanhando e foram embora dançar...

Pai: Tabem filho mais eu sempre te disse que Jesus era seu único amigo...ele nunca vai te abandonar...

Filho: Mais pai se ele fosse mesmo meu amigo ele não teria deixado isso acnotecer comigo...

Pai: Na bíblia fala assim ‘’ Faça a tua parte que a minha eu farei’’ Voce estava fazendo a sua parte?

Filho: Não pai...

Pai: Então filho vamos para o medico, tratar desses seus ferimentos...por que hoje ainda eu tenho que ir no culto na igreja, hoje vai ter uma reunião especial do dias dos pais...

Filho: Esta bem papai...vamos sim...trataremos dos meus ferimentos...depois o senhor vai para a sua igreja...(pensa) Não pensando bem não voce não vai para a igreja...Nós vamos para a igreja...Por que se é mesmo bom ser um amigo de Deus...eu quero... eu quero ser amigo de Deus...

Pai: Muito obrigado meu Deus eu sabia, que um dia esse milagre aconteceria em minha vice...muito obrigado mesmo pois agora eu sei o quanto é importante que nós pais lutamos pelos nossos filhos...sei a importância de chorar por nossos filhos...muito obrigado Deus por me dar essa lição de vida!...

Filho: A pai ainda tem uma coisa pra te dizer...

Pai: o que filho?Fala...

Filho: Pai muito obrigado por ter me criado todos esses anos com todo esse carinho...com todo esse amor...com todo esse afeto...essa dedicação...muito abrigado meu pai por ter lutado por mim...por ter chorado por mim...se um dia eu for um pai quero ser um pai assim idêntico a voce...papai apartir de hoje eu serei o filho que voce tanto sonhou...aquele filho que sempre irá te obedecer...atender as suas ordens, ouvir e seguir os seus sábios conselhos...Meu Deus eu te agadeço por te me dado um pai com esse o Sr. Germano Gonçalves...Muito...muito obrigado mesmo...A meu pai falta uma coisinha...

Pai: (chorando) O que meu filhinho?

Filho: (dando um abraço em seu pai...´´FELIZ DIAS DOS PAIS``.



A FILHA PRÓDIGA
Versão da parábola bíblica, do filho pródigo, nesta, a personagem é uma filha que parte, e volta com consequencias do período que viveu longe de casa.
Narrador: Na história do Filho Pródigo, o filho mais novo sai de sua casa, mas volta, sem nenhuma conseqüência, mas nessa encenação, queremos demonstrar que muitas vezes tomamos decisões que contrariam a vontade de Deus...e então vejamos o que acontece quando isso ocorre:
Filha: Pai, sabe o que é, o senhor sabe o meu jeito de ser, a minha vontade de ser independente, conquistar o meu espaço sozinha, com minhas próprias forças e...
Pai: Fale minha filha.
Filha: É que eu quero sair de casa! É eu quero construir a minha vida, por isso eu desejo a minha parte da herança agora e não a hora que o senhor se for.
Pai: Tudo bem minha filha, se você acha que isso vai ser melhor para você eu concordo.
Os dois saem de cena e o narrador entra, e fala num tom de tristeza e com o olhar triste, tentando demonstrar o que se passava com a filha.
Narrador: E assim a filha arrumou os seus pertences, e se despediu dos seus, foi embora a procura de novos horizontes. Bem longe começou a dar festas, para aqueles que se diziam seus "amigos", mas que na verdade estavam interessados no seu dinheiro.Ela gastou tudo o que tinha em festas, bebidas...até que o dinheiro acabou!
Filha: Cadê meus amigos?!? Onde foram parar todos aqueles que diziam gostar de mim?!?
Cadê os que comiam e bebiam as minhas custas?!? E agora, o que eu faço, eu tenho fome, sinto frio, mas não tenho sequer um teto, muito menos uma mistura.
Nesse momento a filha entra em desespero e começa a chorar em pranto. A luz baixa, ela sai de cena e o narrador volta ao centro do palco.
Narrador: Mas eis que os dias passavam, a tortura aumentava e foi-lhe apresentado um
mundo: negro e sujo, mas que para ela parecia a ultima saída, o mundo da PROSTITUIÇÃO!!!
O narrador fala com um ar de mais tristeza do que antes, e sai com a cabeça baixa.
Filha: Não foi isso que desejei para minha vida, fome, desgraça, miséria, a além de tudo uma barriga, mais uma vida, mal sei cuidar de mim, como poderei cuidar dessa criança...oh Deus, dá-me uma solução, por favor!!!
Nesse momento ela novamente entra em pânico.
Narrador: E eis que os nove meses se passaram, ela não podia continuar naquele mundo negro com uma filha, até que ela começou a lembrar de sua vida, e suas atitudes.
O narrador fala com um ar de esperança.
Filha: Como posso ter sido tola dessa forma, eu tinha de tudo, comida, fartura, e tomo uma decisão idiota dessa, e quebro a cara, na minha casa até os empregados tem o que comer de sobra, e eu boba troquei tudo por isso, esse mundo sujo, sem dó. As drogas corroeram minha mente, e essa vida suja ainda me deixou de herança uma filha, como pude afundar nesse mundo, drogas prostituição, como?!? Eu preciso sair daqui, eu preciso!!!
Ela fica muda por um tempo, como se estivesse pensando.
Filha: Já sei! Volto a casa de meu pai, peço perdão e pedirei para ser somente sua empregada, nada mais que isso.
Nesse momento a expressão dela muda, e assim fica como se estivesse alegre e ao mesmo
tempo preocupada.
Narrador: E ela voltou, com uma linda filhinha em seus braços. E a distância seu pai a viu e correu ao seu encontro
Filha: Pai, peço perdão pela minha atitude mal pensada, e agora desejo que me aceite somente como sua empregada.
Pai: Calma filha, você estava perdida, mas graças a Deus foi encontrada. Entre porque vamos festejar a sua volta.
Narrador: Essa historia teve um final feliz, mas que deixou uma cicatriz, uma filha, que jamais deixará aquela filha pródiga se esquecer do seu ato mal pensado...assim é em nossas vidas, se não agirmos como o Senhor deseja, muitas vezes as feridas causadas por essa atitude são tão grandes a ponto de deixar cicatrizes que jamais se apagarão.


UM PAI CRISTÃO CRISTÃO

Duas cenas mostram simultaneamente a diferençasentre um lar cristão e um lar não cristão, ideal.
Personagens :
Marcia : Paula :
Pai : Pai :
Mãe: Mãe :
Anjo: 2 espíritos:
Voz de menina: Voz de homem:

Cena
2 filhas indo para a casa, voltando da escola

Paula: infelizmente temos que ir pra casa
Marcia: Pq infelizmente ?
Paula: Pq a minha casa é um clima horrível, meu pai chega sempre brigando, mau humorado...
Marcia: Puxa q triste Paula, sua casa precisa de Deus
Paula: Não é isso, pq minha mãe é devota de alguns santos, ela não falta uma missa.
Marcia: Paula, estou falando do Deus Vivo, aqle q deu seu Filho por amor a nós
Paula: Tá, tá, deixa eu ir, pq se ele chega e não me vê em casa, eu apanho
Marcia: Tá, vai com Deus, até amanhã.

Cena
As mães limpando a casa

Marcia : Oi mãe
Mãe : Oi minha filha, Como foi na escola ?
Marcia : Tudo bem, graças a Deus mãe
Mãe: então vai tomar um banho para seu pai vê-la bem cheirosa
Marcia: Tá, então vem comigo q eu quero ir te contando como eu fui na escola
(As duas sai de cena entrando na porta)

Paula: Oi mãe
Mãe : Vá trocar de roupa menina , senão vc suja e aí sou que tenho q lavar
Paula: Já vou
Mãe : Eu estou mandando agora
Paula: Eu já disse q já vou...
A mãe puxando a filha para dentro
Mãe: todo dia a mesma coisa, vamos menina

Os pais chegam de fora

Pai : Oi querida...
A mãe saindo da porta
Mãe: Oi querido como foi o seu dia ?
Pai: bem... a empresa passa por alguns problemas, mas é normal nos dias de hoje
(filha entra em cena saindo da porta)
Marcia: Oi pai, como o senhor está ?
Pai: Oi filha, bem e vc ?
Marcia : eu também...
Pai: Hum, está cheirosa ! Me conta como foi na escola
Marcia: a professora disse q eu estou indo bem, só tenho q melhorar na redação
Pai: Brigou com alguém
Marcia: Não pai ! Imagine !
Pai: Eu tinha certeza q não filha

Pai chega e senta, quando as duas sai de dentro
Paula animada: Ooooi pai
Pai sem dar muita importância: Oi Paula
(O pai se levanta)
Pai: Eu vou tomar um banho... a janta vai demorar ?
Mãe: Já vai sair, se acalme.
Pai: Eu estou calmo, você q anda nervosa
Paula: Não, por favor não briguem, hoje não
Mãe : ninguém tá brigando, e vc é muito criança pra se intrometer em conversa de gente grande
Pai vai saindo falando: hiii começou
Mãe para Paula: e vai pro seu quarto
Paula: Pai, espere eu quero falar com você
(os dois sai de cena entrando pela porta)

Pai: Hummm pelo cheirinho, a sua mãe está preparando algo muito gostoso.
Mãe: Imagine querido, o de sempre... que tal se vc for tomar o seu banho, assim comerá com mais gosto
Pai: êh esposa abençoada... eu vou mesmo... e vc aproveite pra brincar um pouquinho, pq depois nós vamos fazer a sua lição de casa juntos ok ?
Marcia: Ok, pai... mãe eu vou brincar um pouquinho então
Mãe: está bem filha
(filha e pai sai de cena entrando pela porta)

Pai entra em cena com dois espíritos (Prostituição de vermelho e do Vício de preto)
Pai: Eu vou dar um saída, esta janta demorou muito, tchau
Mãe: espere aí, como assim, vai sair ?
(Filha entra em cena)
Pai: Vc não manda em mim, eu vou me divertir um pouco
(Filha abraça a mãe)
Mãe: Por que isso ?
Pai: Por que ? Vc quer q eu diga mesmo ?
Paula: Não pai, deixa pra lá....
Pai: Eu não tenho ânimo nesta casa.. fui
(As duas se abraçam - ele sai pra fora, e elas sai de cena entrando pela porta)

VOZ: Uma hora depois

Todos entrando em cena
Pai: Vamos começar o nosso culto
Marcia: Pai, posso chamar a Paulinha, hoje ela comentou que tem alguns problemas na casa dela.
Pai: Pode sim, não devemos é desistir de tentar, um dia eles vem
Mãe: deixa que eu ligo para ela.

Mãe: Adriana?
Mãe: Sim, quem é ?
Mãe: Oi é a mãe da Marcia, tudo bem ?
Mãe: Ah, oi ...
Mãe: Eu estou te ligando pra te convidar pra vim aqui na minha casa, nós vamos fazer um culto doméstico.
Mãe: Ah não sei não, meu marido...
Mãe: Mas chama ele também
Mãe: Ele não está em casa...(pensa)... tá eu vou sim
Mãe: Puxa q bom, estamos te esperando, tchau

Paula: Hoje nós vamos mãe, vamos ?
Mãe: vamos, e vc se comporte lá, não peça nada e não mexa em nada
Paula: tá, tá... e o pai ?
Mãe: Filha, o seu pai vai ficar brabo se souber, então nós só vamos dizer q nós fomos no vizinho pra bater papo, etc
Paula: Tá, vamos então

Marcia: Oi Paulinha q bom q vc veio!
Paula: É né, até q enfim, minha mãe veio

Todos se cumprimentam e se acomodam

Pai: Adriana, saiba q estamos muito felizes em vê-la aqui na nossa casa, pra participar de um dos momentos q mais prezo na minha vida que é o Culto Doméstico
Mãe: Ah, puxa q bom q vcs ficaram felizes, mas se o meu marido souber, ele é capaz de me bater.
Mãe: É uma pena q ele não veio
Paula: Pois é, ele saiu pra se divertir
Mãe: Quieta menina, já falei para não se intrometer em conversa e gente grande
Paula: Mas é verdade mãe, foi ele que falou pra nós.
Mãe: Cala a boca Paula !
Mãe faz sinal pra filha levar a Paula pro quarto.
Marcia: Vem Paulinha, quero te mostrar a minha boneca nova q meu pai me deu
Paula: Q legal, meu pai só me dá no meu aniversário e olha lá...
Mãe: Nós vamos conversar em casa mocinha..... Desculpem pela mau criação da Paula
Pai: Imagina, não se preocupe, mas.. o q ela falou é verdade ?
Mãe: Sobre o meu marido ? Não claro q não, ele é um ótimo marido, ele foi visitar a mãe dele, e não fui pq estava indisposta.
Pai: Tudo bem Adriana, você permite orar por você e pela sua família?
Mãe : Ah sim, claro, receber reza sempre é bom. Mas não posso me demorar pq é bom q eu esteja em casa quando ele chegar.
Mãe: Não vamos demorar
Pai: Senhor, eis aqui a Adriana, Tu conheces seu coração e seus problemas, nessa momento coloco-a na sua presença para que ela venha sentir o seu conforto, abençoa também sua filha Paula e seu marido, e que eles sintam que nunca estarão só, e que este Deus que chamamos de Pai nos ajuda em tudo. Eu te agradeço Amém.
Mãe: Q lindo ! Nunca ouvi isso... Vocês são muito felizes mesmo, quando entrei aqui senti um clima tão gostoso...de paz
Pai: Da próxima vez espero poder ver seu marido aqui.
Mãe: Vou tentar trazê-lo, tenho q ir...
Mãe: Puxa q pena...tão rápido
Mãe: Paulinhaaa vamos embora

(as duas entrando em cena pela porta)
Marcia: mas já ? aahh q pena, eu queria cantar com vcs
Paula: É mãe a Paulinha estava me ensinando a música é bem bonita
Marcia: Quer ver ? assim ó...
(as duas)
Só o Teu Amor ...
Sara a minha dor
Preenche o meu viver
Só o Teu poder ...
Quebra as cadeias
Que prendem o meu ser
Mãe: realmente é bonita... vamos agora.. tchau, obrigado por tudo

Pai: Pense nesta letra... venha sempre q quiser
Mãe: na sexta faremos novamente.

Todos se despedem

Mãe: Tomara q seu pai não tenha chegado
Paula: Mãe, vc sabe q não, ele nunca volta no mesmo dia quando sai assim.
Mãe: Ai... e eu não sei o q vamos comer amanhã, seu pai não deixou dinheiro, e como farei com o seu lanche de escola
Paula: Mãe vamos dormir... a Marcinha sempre reparte o dela “Só o teu amor, sara a minha dor”...
Mãe: Chega, é hora de dormir
(elas sai de cena entrando pela porta)

Marcia: Pai, mãe, vou dormir
Mãe: Boa noite filha.
Pai: Vai querida e já sabe, não esqueça de orar..
Marcia: Claro pai, e vou agradecer a Deus pela família q ele me deu, como sou privilegiada.
Pai: Ah e amanhã vc vai ter uma surpresinha no seu lanche..
Marcia: Ah pai, você comprou o meu sanduíche preferido... brigado !!
Pai: Comprei sim, boa noite
Marcia: Benção pai, benção mãe
PM: Deus te abençoe
(filha sai de cena entrando pela porta)

Pai: Você percebeu q a Adriana estava mentindo ?
Mãe: Percebi sim, deu pra sentir q ela passa por problemas... tenho é que agradecer a Deus, por Ter colocado um marido como você, temente a Deus, servo do Senhor.
(Levantam para sair)
Pai: Imagina querida, quem tem Deus, tem paz. Vamos nos deitar.
(sai de cena pela porta)

Luz só do altar (meia luz)

Volta a mãe preocupada esperando... olha no relógio

Mãe: Será q aconteceu alguma coisa, já são 03:00h... eu não aguento mais isso...
Paula: Mãe vamos dormir, ele vai chegar e vocês vão discutir dinovo.
Mãe: Vai dormir você, anda agora, não me desobedeça.
Paula: Tá, eu vou...

Pai chegando alcoolizado com os espíritos
(Paula fica espiando)
Pai: E aí deu pra ser corujona, ahaha
Mãe: Olha q horas são !
Pai: Hii vai começar o sermão, desista, senão vc vai ouvir coisas q não quer
Mãe: Eu só estou acordada ainda pq eu quero saber se vc vai deixar dinheiro pra eu fazer mercado amanhã e comprar o lanche da Paula.
Pai: Deixar dinheiro ? Ahahaha, deixei um monte lá no bar, vai buscar e não me enche ... hahaha
Mãe: Vc vai ficar sem almoço amanhã
Pai: Eu me viro, não preciso q vc faça comida pra mim, pode ter certeza q fome eu não passo.
Mãe: Vai ter o dia q quando vc chegar, eu e a Paula não estaremos mais aqui.
Pai: AHAHA, estou muito preocupado, eu tenho mulheres, diversão, meu cigarrinho...
Mãe: Então estamos entendidos, vou dormir
(ela sai de cena entra pela porta)
Pai: Vai, vai... ahahaha estou muuuito preocupado

(Os espíritos falam, não dialogam com ele)
Prostituição: Eu sempre estarei aqui, mulher não vai te faltar
Vício: Bebida, cigarro são as suas melhores cia aonde vc for nós estaremos juntos.

Pai: É isso aí... ai deixa eu dormir, pq amanhã vai ser aquela ressaca de sempre.
(eles sai de cena entram pela porta)

Luzes acedem

Mãe sai com garrafa e cesta de pão (arruma a mesa)
(pai entra em cena, saindo da porta)
Pai: Bom dia meu amor, este cheiro de café, faz qualquer um levantar de bom humor.
Mãe: Sente pra tomar o seu café, a Marcia já acordou ?
Pai: Eu já a chamei.
Marcia: Estou aqui, bom dia... hoje vou comer o meu sanduíche preferido
Pai: E por isso vc está tão feliz ?
Marcia: Estou feliz pq o senhor lembrou de comprar o meu sanduíche
Mãe: Seu pai nunca se esqueceu de nós...
Marcia: Eu sei, por isso eu são tão feliz, assim como Deus não esquece dos seus filhos, o meu paizão não se esquece de mim..

Mãe sai com a filha e uma mala.
Paula: Mãe, onde vamos, eu não vou para a escola ?
Mãe: Não filha, vamos passar uns dias na casa da vó.
Paula: Eu sei q é por causa do pai, eu ouvi ontem
Mãe: Não queria q vc ouvisse isso.
Paula: Mãe, eu quero deixar um bilhete para ele.
Mãe: Tá, mas escreva logo, vou terminar de arrumar uma coisinhas.(ela entra)
Paula vai senta na mesa e começa escrever

Pai: Vamos filha, pq ainda tenho que deixá-la no curso de inglês.
Mãe: Vão meus queridos.. que Deus o acompanhe.
Pai: Fica com Deus também querida...
Se despedem eles sai, e a mãe entra

(Mãe entrando em cena)
Mãe: Vamos ?
Paula: Vamos
Mãe: O q vc escreveu ?
Paula: Algumas coisinhas e que eu amo ele.

(As duas sai para fora)

Voz: Na hora do almoço

Mãe entra
Pai chega com a filha
Marcia: Oi mãe...
Mãe: Oi filha, vai lavar as mãos, pq vc tem q almoçar pra ir para a escola.
Pai: Eu também vou lavar a mão também.
Mãe: É isto serve para os grandinhos também..rs
(os dois sai de cena entrando pela porta)

Pai saindo de dentro
Pai: ai q fome, ai minha cabeça, perdi a hora para o trabalho...
(senta vê o silêncio)
Pai: Adrianaaa cadê meu almoço ?... Cadê esta mulher... nem pra me acordar... perdi a hora...(levanta) Cadê esta mulher
Entra na porta, volta... e lembra
Pai: Hum, será q elas foram embora ? E ela levou a minha Paula?
Vê o papel e começa a ler :
Voz de menina:
“Papai, sei que talvez você não se importe comigo e com a mamãe, mas eu aprendi que existe alguém que se importa com nós e seu nome é Jesus, ontem eu queria cantar uma música q aprendi, e diz assim:
Só o teu Amor sara a minha dor
Preenche o meu viver
Só o Teu poder quebra as cadeias
Que prendem o meu ser
Quero ser livre pra adorar
Quero ser livre pra te amar
E caminhar como um vencedor
Como alguém que já morreu
Mas em Ti ressuscitou
E as feridas que ninguém vê
Vem tocar com Teu poder
Me deste vida em abundância
Quero viver
Papai, a Marcinha me ensinou q Jesus pode te libertar de tudo, tirar tudo isso que faz a mamãe, eu e você sofrer. Eu aceitei este Jesus pra mim e quero que você e a mamãe aceitem, pq Ele pode dar Vida, estou indo com ela, mas isso não quer dizer q não te amo. Pq eu amo muito você. Beijos da sua filha Paula”

Pai: Não, elas foram embora... eu fui um miserável com elas, que tipo de pai q eu sou ?(entra o vício)
Eu preciso de um cigarro, preciso me acalmar... cadê ? ai acabou ontem, e o pior é q estou sem dinheiro?
...
Como isso aqui fica vazio sem elas...
(entra a prostituição)
Eu quero elas, elas são minha família...
Vou sair, preciso me virar
(sai pra fora os 3)

Voz: Depois de uma semana

Pai sai falando com a mãe e com um anjo, o anjo se encaminha para a casa 2.
Pai: Pois é querida, temos q ver como está a Adriana, a Marcia falou que a Paula não foi para a escola a semana inteira.
Mãe: Pois é querido, como hoje é domingo dos pais, é quase certeza q eles estejam em casa.
Pai: É eu vou pegar a minha bíblia.
(Eles entram pela porta)
Mãe: Isso querido, eu estarei orando aqui por vc.

Pai chegando com os espíritos
Pai: Deus, eu não aguento mais, estou com saudades, não aguento mais esta vida, quero mudar, preciso da minha família.
Ele olha o papel novamente e pega.

Poliana cantando à capela (em off para o público) a música inteira Quero Ser – Lagoinha

(O anjo coloca as mãos sobre ele, e os espíritos começam a sair como repreendidos)

Pai se ajoelha no meio da música.
Quando terminar a música:
Pai: Quero ser livre, caminhar como um vencedor, e não como estou sendo agora um perdedor, quero me libertar.

Pai chega
Pai: O que aconteceu amigo ?
Pai: Minha família foi embora, por culpa minha, fiz muitas coisas erradas. Estou tão envergonhado.
Pai: Você precisa de Deus em sua vida, ele muda esta sua situação. Você vai ter sua família de volta
Pai: Eu estou tão arrependido, quero mudar de vida, machuquei as pessoas que me amam, como fui sujo.
Pai: Vou orar por você. E você vai dizer pra Jesus que se arrepende dos seus pecados, a palavra diz : “Se confessarmos nossos pecados Ele é fiel e justo para nos perdoar”
Deus está vendo o seu coração, e sabe o qto vc está sendo sincero. Você quer um mudança real de vida?
Pai: Quero, quero sim, quero largar das coisas destas vidas.
Pai: Eu vou orar agora e farei a você um convite para aceitar Jesus em sua vida.
Pai : Eu quero aceitá-lo sim.
Pai: Senhor, Tu que tudo sabes, e está vendo o coração desde homem, que está arrependido, e que neste momento quer recebê-lO em sua vida, olha para Ele neste momento e lhe dê o conforto e alegria que ele necessita... Você quer aceitar Jesus como seu único Salvador em sua vida ?
Pai: Quero sim, recebê-lO como meu salvador.
Pai: Agora você vai caminhar com Jesus, e Ele vai mudar tudo em sua vida, agora você será feliz.
Pai: Eu quero ir a igreja hoje, falar com o pastor...
Pai: Que benção amigo, te levarei com o maior pazer.
Pai: Mas eu queria minha família...

Paula chegando e fala do meio da igreja
Paula: Paaaaaiii, eu voltei... (correndo para os braços do Pai)
Pai: Minha filha, vc voltou... que bom que vocês voltaram...
Pai: Vou deixar vocês, sei que Deus está no meio de vocês agora...
Pai: Obrigado, obrigado.
Pai: Adriana, me perdoe, sou um novo homem, aceitei Jesus e serei um pai e um marido que vocês merecem...tenho q lhe falar deste Jesus
Mãe: Eu sei, eu também conheci Jesus e já O tenho em meu coração. Parece um sonho vê-lO assim.
Pai: Este foi o meu melhor presente que Deus me deu no Dia dos Pais.
MINHA VIDA E MINHA FAMÍLIA DE VOLTA.
Vamos guardar estas coisas (falando das malas)
Os pais entram.

A filha fica, se ajoelha em atitude de oração de criança e fala olhando pra cima:

“Meu Papai Querido do céu, obrigado porque ganhei um novo pai, e tenho que te dizer também para o Senhor Feliz Dias dos Pais, porque o Senhor é o maior Papai de todos. Amém”
levanta e vai pra dentro


O CARRO

por Teatro Cristão
Personagens: Narrador – Pai – Filho - Mãe

Narrador: Era uma vez um rapaz que ia muito mal na escola. Sua notas e comportamento eram uma decepção para seus pais que, como bons cristãos, sonhavam em vê-lo formado e bem sucedido. Um belo dia, o bom pai lhe propôs um acordo:

Pai – Sabe meu filho tem uma proposta para você.

Filho – Qual pai!

Pai – Bom como você esta mal nos estudos eu vou fazer o seguinte: Se você, meu filho, mudar o comportamento, se dedicar aos estudos e conseguir ser aprovado no vestibular para a Faculdade de Medicina, lhe darei então um carro de presente.

Filho – Esta feito o trato, vou mostrá-lo do que sou capaz.

Narrador: Por causa do carro, o rapaz mudou da água para o vinho. Passou a estudar como nunca e a ter um comportamento exemplar. O pai estava feliz, mas tinha uma preocupação.

Pai – è meu filho mudou completamente, é uma pena que essa mudança não é fruto de uma conversão sincera, mas apenas do interesse em obter o automóvel. Isso era mau!

Narrador: O rapaz seguia os estudos e aguardava o resultado de seus esforços. Assim, o grande dia chegou!

Filho: Pai, veja aqui esta o resultado do meu exame para o curso de Medicina e veja o senhor mesmo com os seus próprios olhos, eu fui aprovado...

Pai: Meus parabéns meu filho, você mostrou que é um jovem que consegue aquilo que quer, parabéns mesmo, vou reunir nossos familiares e amigos para lhe entregar o seu presente e dar as boas novas.

Narrador: Como havia prometido, o pai convidou a família e os amigos para uma festa de comemoração. O rapaz tinha por certo que na festa o pai lhe daria o automóvel. Quando seu pai pediu a palavra:

Pai – Amigos e familiares, meu filho esta super feliz, pela aprovação no curso de Medicina, ele que se esforçou tanto para conseguir tal ato, e como prova disso eu lhe entrego esse super presente.

Narrador: O pai então lhe entregou uma caixa de presente. Crendo que ali estavam as chaves do carro, o rapaz abriu emocionado o pacote. Para sua surpresa era uma Bíblia.

Filho: (fala como se estivesse super decepcionado.) Uma Biblia, adorei o presente papai, vou lê-lo todas as noites.

Narrador: A partir daquele dia, o silêncio e distância separavam pai e filho. O jovem se sentia traído e, agora, lutava para ser independente. Deixou a casa dos pais e foi morar no Campus da Universidade. Raramente mandava notícias à família.

O tempo passou, ele se formou, conseguiu um emprego em um bom hospital e se esqueceu completamente do pai. Todas as tentativas do pai para reatar os laços foram em vão. Até que um dia o velho, muito triste com a situação, adoeceu e não resistiu. Faleceu.

No enterro, a mãe procurou o filho:

Mãe – Meu filho aqui esta o ultimo presente que seu pai lhe deu e você o deixou em cima de sua cama, local que se encontrava até o dia da morte de seu pai.

Filho – Obrigado mãe...

Narrador: De volta à sua casa, o rapaz, que nunca perdoara o pai, quando colocou o livro numa estante, notou que havia um envelope dentro dele. Ao abri-lo, encontrou uma carta e um cheque. A carta dizia:

(Voz do Pai)- Meu querido filho, sei o quanto você deseja ter um carro. Eu prometi e aqui está o cheque para que você escolha aquele que mais lhe agradar. No entanto, fiz questão de lhe dar um presente ainda melhor: a Bíblia Sagrada. Nela aprenderás o Amor a Deus e a fazer o bem, não pelo prazer da recompensa, mas pela gratidão e pelo dever de consciência.

Narrador: Corroído de remorso, o filho caiu em profundo pranto. Como é triste a vida dos que não sabem perdoar. Isso leva a erros terríveis e a um fim ainda pior. Antes que seja tarde, perdoe aquele a quem você pensa ter lhe feito mal. Talvez se olhar com cuidado, verá que há também um "cheque escondido" em todas as adversidades da vida.




"PAI"


Pai tantas coisa eu queria te dizer,
Cresci ao teu lado ,e o tempo passou,
e não sobrou tempo e até coragem
para dizer o quanto você é importante,
na minha vida, no meu dia a dia...
Pai, os momentos mais difíceis de
minha vida, você estava lado meu lado.
Nos momentos de alegria,
estava você lá do meu lado.
E hoje nesse seu dia,
entre todos outros dias,
gostaria muito de estar do teu lado...
Palavras não terei para expressar
o quanto amo você, para dizer-te o
quanto és importante
em minha vida inteira..
Continue sempre assim,
pois se você na altura
do campeonato resolver mudar,
certamente não vai dar certo,
pois gosto de você como você É.
Feliz Dia dos Pais


"PAPAI"


Existe um homem que se esmera no comprimento do dever para dar bom exemplo:
Que fica humilde, quando poderia se exaltar;

Que chora à distancia, a fim de não ser observado;

Que, com o coração dilacerado, se embrutece para se impor como um juiz inflexível;

Que, na ausência, usam-no como temor para evitar uma ação menos correta;

Que quase sempre, é chamado de desatualizado;

Que apenas fisicamente, passa o dia distante, na labuta, por um futuro melhor;

Que, ao fim da jornada, avidamente regressa ao lar para levar muito carinho e, as vezes, pouco receber,

Que esta sempre pronto a ofertar uma palavra orientadora ou relatar uma atitude benfazeja que possa ser imitada;

Que, muitas vezes passa noites mal dormidas a decifrar os segredos da vida, quando extenuado, ainda consegue energias para distribuir energias;

Que é tão humano e sensível, por isso, normalmente, sente a ausência do afeto que lhe é dado raramente e de forma pouco comunicativa.

Que, vibra, se emociona e se orgulha pelos feitos daqueles que tanto ama.

Esse homem geralmente, se agiganta e passa a Ser o valor inexorável quando deixa de existir para sempre.

Nunca perca, pois, a oportunidade de devotar muito carinho e amizade àquele que é seu melhor amigo: SEU PAI.

( Marco Antonio Struve)



PAI DE TODO JEITO
Tem pai que ama,
Tem pai que esquece do amor.
Tem pai que adota,
Tem pai que abandona.
Tem pai que não sabe que é pai,
Tem filho que não sabe do pai.
Tem pai ...
Tem pai que dá amor,
Tem pai que dá presente.
Tem pai por amor,
Tem pai por acaso.
Tem pai que se preocupa com os problemas do filho,
Tem pai que não sabe dos problemas do filho...
Tem pai ...
Tem pai que ensina,
Tem pai que não tem tempo.
Tem pai que sofre com o sofrimento do filho,
Tem pai que deixa o filho esquecido.
Tem pai de todo jeito.
Tem pai que encaminha o filho,
Tem pai que o deixa no caminho.
Tem pai que assume,
Tem pai que rejeita.
Tem pai que acaricia,
Tem pai que não sabe onde está o filho
que precisa de carinho.
Tem pai que afaga,
Tem pai que só pensa em negócios.
Tem...
Tem pai de todo jeito.
E você???
Que tipo de pai você é?
Eu quero um pai,
apenas um pai
que esteja consciente do amor
que tem para dividir...
Eu quero um pai,
apenas um pai
que seja AMIGO!
A todos os Pais,
um carinhoso abraço!
Deus Pai os abençoe!

(autor desconhecido)


Meu pai quando eu tinha...
Ann Landers

4 anos: Meu pai pode fazer tudo.
5 anos: Meu pai sabe muitas coisas.
6 anos: Meu pai é mais esperto do que o seu pai.
8 anos: Meu pai não sabe exatamente tudo.
10 anos: No tempo antigo, quando o meu pai foi criado, as coisas eram muito diferentes.
12 anos: Ah, é claro que o papai não sabe nada sobre isso. É muito velho para se lembrar da sua infância.

14 anos: Não ligue para o que meu pai diz. Ele é tão antiquado!
21 anos: Ele? Meu Deus, ele está totalmente desatualizado!
25 anos: Meu pai entende um pouco disso, mas pudera! É tão velho!
30 anos: Talvez devêssemos pedir a opinião do papai. Afinal de contas, ele tem muita experiência.
35 anos: Não vou fazer coisa alguma antes de falar com o papai.
40 anos: Eu me pergunto como o papai teria lidado com isso. Ele tem tanto bom senso, e tanta experiência!
50 anos: Eu daria tudo para que o papai estivesse aqui agora e eu pudesse falar com ele sobre isso. É uma pena que eu não tivesse percebido o quanto era inteligente. Teria aprendido muito com ele.




"Neste dia, papai
Eu quero, de coração,
Dar-lhe um beijo e um abraço
Em sinal de gratidão.
Neste domingo de agosto,
Com todo afeto e carinho,
Quero abraçar, com amor,
Meu querido papaizinho.
Ao papai de coração
Eu desejo ,neste dia
Muitos anos de existência
Saúde, paz e alegria!"

0 comentários:

Uniao de Blogueiros Evangelicos

PESQUISANDO

Loading...
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios